vendas@metalmag.com.br 11 5523-8400


Extrator de sucata na moagem

A moagem é um processo de redução do tamanho de determinadas matérias primas, de modo que o tamanho médio delas é reduzido pela aplicação de abrasão e forças de impacto e compressão. Desta forma a moagem oferece vantagens na interação com outros elementos pois há um aumento da relação superfície/volume, o que facilita processos posteriores como a extração, aquecimento, resfriamento, desidratação. A uniformidade gerada pelo processo de moagem auxilia na homogeneização de produtos em pó ou na solubilização.

Em todos os processos de moagem há um fator agravante: a presença de objetos mais duros que a matéria prima a ser moída, o que pode danificar o moinho ou o triturador. No caso da moagem de grãos, faz-se uma análise do tamanho do grão e projeta-se uma peneira seletora, que irá deixar passar somente o grão interessante para o processo. Na produção de farinha de trigo, os grãos passam pelo peneiramento e depois devem passar por um ímã extrator de sucata. A presença de contaminantes metálicos se deve pela mecanização do processo de colheita, que agrega aos grãos limalha de ferro, porcas, parafusos, braçadeiras, além dos pregos de cerca e pedaços de arames para cercamento resultantes da troca de cultivo da área de produção agrícola.

No processo de fabricação de etanol também há a necessidade de usar extratores de sucata antes da cana de açúcar entrar na linha de moagem. Pelo mesmo motivo do processo de fabricação da farinha de trigo, junto com a cana são encontradas variedades de objetos metálicos que podem danificar os picadores e triturados. O volume de sucata é maior em áreas recém utilizadas para o cultivo de cana de açúcar, pois quem está desmanchando a estrutura antiga não imagina que um simples prego de cerca pode ser levado junto com a cana para a moagem e acaba não tendo a preocupação de coletar todos os abjetos metálicos que caem no solo.

A moagem também é um processo importante no que diz respeito a reciclagem de resíduos da construção civil. Ainda muito pouco difundida e utilizada devido a sensação de risco de baixo desempenho do material resultante da reciclagem, esta reduz a necessidade de áreas para aterros, reduz o consumo de energia tanto da produção de novos bens como no transporte para o aterro e sua manipulação, gera empregos, entre outras vantagens. Na reciclagem dos entulhos da construção o extrator de sucata também é um equipamento de segurança e preservação das maquinas que moem as cerâmicas, tijolos e concreto. Pois junto com estes materiais existem os vergalhões, pregos e arames, que em contato com os elementos do triturador ou do moinho podem danificar gravemente o equipamento.

 

19 de março de 2018
Voltar