vendas@metalmag.com.br 11 5523-8400


Grade magnética na indústria de injeção de plástico

O plástico é uma das matérias primas mais presentes em nossas vidas, basta observar qualquer ambiente em que estamos inseridos: o carro, o teclado do computador, a TV, o copo do liquidificador, a garrafa de água, o interruptor elétrico, o chuveiro e uma infinidade de objetos que usamos diariamente. Comparado a outros materiais, o plástico foi desenvolvido tardiamente, por volta de 1920, a partir dos trabalhos sobre os derivados do petróleo, as resinas chamadas de polímeros. A partir de então o plástico foi sofrendo melhorias até se tornar uma estrutura segura para armazenar qualquer coisa, até mesmo ser usado em processos cirúrgicos.
Existem várias maneiras de se fabricar objetos plásticos, por injeção e por sopragem, sendo que em alguns casos a injeção precede a sopragem, como por exemplo, nas fábricas de garrafas PET. Mas o que estas duas possuem em comum é que a matéria prima para formar os objetos plásticos é fornecida em forma de grãos, que vão para um funil que alimenta o canhão (composto por uma rosca que empurra o plástico duto adentro), passa por resistências
elétricas para aquecer até a temperatura propícia para ser injetado no molde.
E como em qualquer processo em que as máquinas são fabricadas com metais, o atrito por abrasão carrega partículas metálicas, que acabam aderindo ao plástico e alterando suas propriedades visuais, fazendo com que este apresente pontos pigmentados, passando para o cliente a impressão de que o material está sujo, ou devido a diferente capacidade térmica do metal com relação ao plástico, causar defeitos de formação na peça injetada.
Outra ocorrência de metais no plástico granulado é devido a acidentes, desgastes ou vibrações, em que parafusos ou algum outro componente metálico da linha de processamento se solta e acaba chegando a próxima etapa do processo. Como por exemplo a rosca alimentadora, que nesta peça poderia travar o sistema e causar um superaquecimento do plástico, que pode até gerar um princípio de incêndio. E a presença de partículas metálicas,
grandes ou pequenas, é facilmente controlada através da instalação da grade magnética em lugares estratégicos das linhas de produção.
A grade magnética é totalmente segura, pois é fabricada com ímãs de Neodímio, com alta capacidade de atrair objetos metálicos, até mesmo partículas pequenas de pouca afinidade magnética. Podem trabalhar na presença de temperaturas elevadas, dependendo da necessidade da aplicação e da composição do ímã de Neodímio, oferecem manutenção simples e zero custo de operação, pois não dependem de eletricidade para gerar o campo magnético. Estas grades magnéticas oferecem proteção e qualidade à produção, sem gerar custos de produção.

Ist es angesichts solcher Erklarung befunde richtig, den geschichtsunterricht zusammenzustreichen
21 de fevereiro de 2018
Voltar