vendas@metalmag.com.br 11 5523-8400


Levantador Magnético – Utilização e Manutenção

Os levantadores magnéticos são equipamentos para levantamento e movimentação de materiais ferrosos com alto índices de confiabilidade, durabilidade, eficiência e confiança. Existem modelos utilizados somente para chapas finas, modelos mais versáteis (aplicados para chapas, barras, tubos, estampos e outros materiais ferrosos), para chapas longas e para sucatas. Eles podem ser fabricados com estrutura de aço e constituídos de imãs de terras raras ou Neodímio, dispensando o uso de energia elétrica, sistemas que utilizam imãs permanentes de alta energia com acionamento elétrico (pulso de energia para magnetizar e desmagnetizar) ou eletroímã (bobina com duplo isolamento).

O levantador magnético modelo LTR levanta cargas a partir de 150 kg, até 2000 kg. É constituído de imãs permanentes de Neodímio-ferro-boro de alta energia, são compactos, leves e robustos. O acionamento ocorre através de uma alavanca que altera a geometria interna do circuito magnético, fixando ou soltando a peça de trabalho. Possuem trava de segurança que impede desligamentos acidentais e não utilizam energia elétrica para a operação, podendo desta forma, ser usado em áreas ou atividades que não possuem fonte de energia elétrica. Por se tratar de um levantador magnético de imãs permanentes, este equipamento dispensa manutenções complexas ou de custos elevados. Basicamente estes equipamentos devem passar por limpezas periódicas e inspeções, estruturais e de seus auxiliares (cabos, correntes, etc.).

O modelo LCF possui aplicação para chapas finas, variando sua capacidade de carga de 150 kg a 500 kg. Também são constituídos de imãs permanentes de alta energia, montados e magnetizados segundo a exclusiva tecnologia Metalmag Hi-flux e não utilizam energia elétrica para a operação, podendo desta forma, ser usado em áreas ou atividades que não possuem fonte de energia elétrica. O acionamento se dá por rotação de uma alavanca que afasta a chapa da face magnética de contato e solta a peça. Este equipamento possui projeto estrutural bem simples, dispensando manutenções complexas ou de custo elevado. Basicamente estes equipamentos devem passar por limpezas periódicas e inspeções estruturais e de seus auxiliares (cabos, correntes, etc.).

O modelo LEPC é um equipamento classificado como eletro-permanente. Utiliza ímã permanente de alta energia e em sua construção possuem a exclusiva tecnologia Metalmag Hi-Flux, e são destinados ao levantamento e movimentação de cargas ferrosas dos mais diversos tipos e formatos, desde que apresentem uma superfície propícia ao encosto dos polos magnéticos do levantador. Além do imã permanente, possuem um sistema elétrico (de baixo consumo de energia) que emite um pulso para ligar e desligar (magnetizar e desmagnetizar os ímãs) que, mesmo com falta abrupta de energia, não apresentam risco de soltar a peça transportada. São fornecidos com fonte de energia especifica para cada modelo, disponíveis com acionamento por chave liga/desliga, botoeira com fio ou controle remoto sem fio. A manutenção requerida por este equipamento é simples, verificando-se apenas a integridade do sistema elétrico, da estrutura do levantador e sistemas auxiliares (cabos de aço, correntes, etc.).

O eletroímã circular de alta capacidade é ideal para o levantamento e movimentação de sucata, pois sua face de trabalho possui estrutura de altas resistência e espessura com reforços radiais, proteção de aço inoxidável e caixa de ligação em aço com vedação IP-55. O eletroímã é constituído de bobinas com duplo isolamento e classe H e a resina de enchimento é de alta resistência dielétrica. Tudo isso garante alto desempenho para trabalhos de movimentação de sucatas, mesmo quando estas apresentam cantos vivos ou partes pontiagudas. Manutenções preventivas devem ser feitas periodicamente, analisando a integridade do cabeamento elétrico do sistema, integridade dos cabos de aço e correntes de sustentação e, devido aos constantes impactos do equipamento, a bobina deve ser verificada em busca de alguma avaria ou perda de desempenho.

22 de agosto de 2017
Voltar