vendas@metalmag.com.br 11 5523-8400


Eletroímã de Sucata

O termo sucata se refere a itens usados, que além do desapego, geram a sensação de irreparabilidade, ou serventia expirada: eletrodomésticos, automóveis, embalagens, móveis, brinquedos, entulho, dentre outros. Por menos atraente que pareça, o ramo da sucata é altamente lucrativo, caso bem administrado. Muitas das indústrias que utilizam transformações térmicas, principalmente metais e vidro, se beneficiam do acréscimo de produto anteriormente utilizado. Devidamente separado, praticamente qualquer material é passível de aproveitamento: polietileno, polipropileno, vidro, alumínio, latão, bronze, mesmo matéria orgânica, madeira, e entulho.

 

As necessidades de reciclagem e reaproveitamento

Três fatores vêm afetando e modificando a abordagem de sucata em nível mundial:

• O crescimento populacional originou um aumento exponencial de sucata.
• A variedade de materiais provenientes da evolução tecnológica tornou a separação e a reciclagem mais complexas.
• O período entre a comercialização e a obsolescência reduziu-se drasticamente.

Isto sabido, fatos que acendem as luzes de alerta da civilização apareceram. Assim, já se sabe que o plástico é um material altamente poluente, de reabsorção extremamente lenta. A adoção do PET para acondicionamento de bebestíveis e produtos líquidos apenas acelerou essa disseminação: é voz corrente que praticamente cada peça de plástico fabricada ainda existe no planeta num formato ou em outro, o que apenas é um incentivo ao reaproveitamento e à reciclagem.
Além desses dados, já se fala em escassez de Cobre e o aumento de custos de alguns tipos de metal. A reciclagem doméstica é incentivada, à medida que os problemas com o descarte de lixo começam a se transformar em questões internacionais.
O reaproveitamento de equipamentos eletrônicos também se tornou complexo: a concentração de componentes num volume muito reduzido acabou evidenciando a recuperação dificultosa de equipamentos tecnicamente avançados, como televisores, computadores e celulares. A alternativa para isso é a desmontagem cuidadosa, separando o que é plástico, vidro, resinas, mas preparando terreno para a recuperação de materiais custosos e escassos.
Materiais como baterias e pilhas, catalisadores veiculares, pneumáticos e componentes automotivos facilmente desmontáveis, como rodas, têm mais valor como conjuntos que desmontados.
Embalagens e entulho têm separação relativamente simples. Em compensação, já está muito no passado a época em que veículos se limitavam a aço, vidro e plástico ou borracha. Automóveis atualmente trazem em seu interior diversos sistemas eletrônicos, materiais que, caso estejam em bom estado, podem se tornar peças de reposição ou recuperação, ou que devem ser sujeitas a reciclagem seletiva, sob pena de se tornar fontes de poluição ambiental.
Sucata metálica ocupa áreas e volumes extensos, necessitando, para sua armazenagem, de amplos terrenos, onde possa ser manobrada e gerida. Além do risco que representa para a população que não é versada no assunto, acaba sendo operada em terrenos de valorização baixa, o que automaticamente direciona os depósitos de sucata para os subúrbios, e terrenos em áreas rurais, beirando estradas vicinais.
A classificação prévia dos metais é essencial para um melhor desempenho posterior nos altos fornos, onde a sucata contribui para gerar aço ou Alumínio de superior qualidade, uma vez que a sucata traz muito menos impurezas que o minério.
O processo de classificação por desempenho magnético possibilita separar os metais por natureza. Embora separadores magnéticos promovam essa parte da separação, para não se perder o metal segregado, o eletroímã de sucata possibilita o afastamento mecânico, movimentando volumes e pesos de grandes proporções, segregando os componentes capturados em áreas diferenciadas.

 

Separação magnética

São os separadores de esteira que segregam materiais magnetizáveis dos amorfos. O material é posto em movimento sobre um separador, composto por esteira móvel, que na extremidade final possui um rolete associado a imã ou eletroímã: conforme a natureza do metal, , que pode ser a primeira a ser segregada; com o término da esteira, os materiais amorfos caem diretamente para a caçamba correspondente; já os materiais magnetizados continuam presos à esteira, completando a trajetória em semicircunferência, abandonando a esteira somente quando esta os afastar do campo magnético, caindo imediatamente para a caçamba dos ferromagnéticos.

Sat test centers near annapolis, maryland 21105 – annapolis sr help with assignment hs 5 year trend composite act score year 2004 2005 2006 2007 2008 2009 act score – – – – – – don’t know your act score
1 de setembro de 2016
Voltar